É isso mesmo. Vamos lá!?

Quando deve ser feito o balanceamento dinâmico?

Industrial:

Quando há a percepção de ruídos e vibrações em excesso

Quando a produtividade da máquina não está atingindo o seu potencial máximo

Quando é necessário realizar reparos ou manutenção no equipamento

Na fabricação de peças novas que não podem apresentar vibrações.

Automotivo:

Quando o motor apresenta ruídos e vibrações em excesso

Em motores preparados para carros de corrida que exige um balanceamento minucioso, devido ao aumento de potência e a alta rotação do motor.

Quais as causas do desbalanceamento?

Desgaste das peças das máquinas por tempo de uso

Distribuição irregular de massa, desequilibrando assim, os centros de giro

Fundição de peças

Fabricação de peças não homogêneas

Erro na usinagem e na fabricação de eixos.

Quais as consequências do desbalanceamento?

Redução da vida útil dos equipamentos

Redução da produtividade dos equipamentos e consequentemente prejuízo financeiro

Vibração constante e ruídos em excesso

Comprometimento da segurança para os operadores das máquinas.

É preciso fazer o balanceamento preventivo?

Sim, o balanceamento preventivo é necessário para evitar possíveis quebras e desgastes prematuros do equipamento, garantindo assim o perfeito funcionamento, economia, produtividade e competitividade na indústria.

Gostou? Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais!